DEPOIMENTOS

Veja alguns depoimentos de pessoas que passaram pela SOS.

 

Demétrio Benites
"São 13 anos de SOS Trauma, tempo de aprendizado, convivência, paciência, lutas, conquistas, derrotas... choros e risos. Foi saber entender, compartilhar, vivenciar e até mesmo saber perder. Voluntário é ser simplesmente o que somos um conjunto, uma equipe, saber enfrentar o desconhecido, persistir no ideal e no final estar lá para SALVAR!"
" Conquista é transpor barreiras, vencer desafios, é alcançar à vitoria almejada na luta do dia a dia." Iolanda Brasão
Rosane Terezinha Carvalho Didoliche
"Só tenho a agradecer a família SOS Trauma que me acolheu com carinho passando valores inestimáveis para minha evolução... O aprimoramento leva cada vez mais a um trabalho de excelência e assim são vocês, sempre dando o melhor de si e fazendo o melhor para o próximo... treinamento, conscientização, convívio, respeito, solidariedade... grande orgulho ser resgatista voluntária com vcs seres do bem... Agradecida."
Wanessa Rodrigues
"Sou a Wanessa, mineira, fisioterapeuta, uma pessoa de bom coração e sempre que podia, tentava fazer algo de bom para os outros, um tratamento de graça, uma doação, mas sempre soube que poderia ajudar mais, porém não sabia como. Resolvi fazer auto escola e lá tive um professor, o Marcelo Guilardi, que durante uma das aulas contou sobre o resgate, foi uma aula interessante, o procurei depois da aula e ele me passou o contato do Eduardo Stoduto, que me passou informações do resgate, me orientou, mas infelizmente quando tinha o curso, eu não tinha dinheiro e vice versa. Fui atender um casal e lá me deparei com a Elisabete Silveira, que conhecia instituição através do CBV e me contou como eram as rotinas, pessoas e foi aí que me empolguei. Um belo dia ela me mandou um link e disse “faça a inscrição hoje, porque é o melhor curso de resgate que tem e as inscrições acabam rápido”. Entrei em contato com o Flesch, sempre muito receptivo, finalmente minha inscrição estava concluída. Curso marcado, expectativas enormes. Já no primeiro final de semana de aula teórica fui surpreendida, a recepção foi marcante, uma atenção sem igual, instrutores brilhantes, aulas exemplares, voluntários animados. No segundo final de semana nem se fala, dentre todas as aulas, uma em especial me marcou, a aula da psicóloga Andrea Bernardes Lopes, ela nos mostrou que é sim possível ser um humano melhor com pouco gasto ou até mesmo sem nenhum gasto. A diretoria nos mostrou o porquê a instituição SOS TRAUMA era tão importante e fui me apaixonando mais. No terceiro final de semana, há, o terceiro final de semana, esse sim foi um misto de sentimentos, mas TODOS os voluntários que participaram me deixaram calma e fizeram tudo perfeitamente. Foi estressante, cansativo, fui pra casa chorando de dor, emoção, mas nesse final de semana que tive a certeza que SIM, eu poderia ser melhor como pessoa e como profissional. Logo depois do curso marquei a entrevista com a Garlet e o Evandro que foram surpreendentes. AÍ sim..... agora sou RESGATISTA. Aprendi com a família SOS que doar umas horinhas do meu mês pode fazer toda a diferença para uma vítima, e seja ela qual for, terá a mesma importância para nós, que ter amigos que se comprometem com o trabalho voluntário não tem preço.  A instituição/família SOS TRAUMA com certeza me fez ser uma pessoa melhor. Obrigada por fazer parte da história da minha vida."
Valéria Moraes
"Estar no SOS é mais que orgulho, é realização de um sonho antigo e hoje concretizado. No momento da ocorrência estarmos unidos e darmos o nosso melhor no asfalto, é poder dizer tudo somente no olhar fixo a nossa equipe, é no momento do medo das vítimas segurarmos nas mãos delas e saber que nossa equipe faz toda a diferença nesse atendimento! É com muito orgulho e admiração que encho os olhos de lágrimas e agradeço por estar nessa família!"
Júlio Neves
"Entrei na SOS trauma através de um amigo, desde quando eu era pequeno eu passava pela base na parada 40 de Viamão, nunca imaginei que um dia faria parte dessa Família! Hoje a SOS mudou minha vida, muitas vezes temos problemas nas nossas vidas, mas quando colocamos nossa farda laranja e subimos na Viatura para irmos numa ocorrência, muitas vezes paramos para pensar que nossos problemas não são nada! Isso fez eu mudar minha vida! Ter Amor ao próximo, conhecemos pessoas especiais que se tornam nossa família, Enquanto eu estiver forças quero dar o meu melhor para poder ajudar o próximo! Só para terminar queria só colocar uma ocorrência que me marcou! Uma saída de pista com 5 vitimas no Capão da porteira, uma mãe e quatro filhas. Fizemos o Resgate, na chegada no Hospital de Viamão a menina de apenas 9 anos, mandou chamar o Rapaz de laranja e a enfermeira me chamou na Rua! Quando cheguei na menina ela imobilizada na maca, pediu para eu pegar na mão dela e me disse: Tio obrigado por salvar a minha Família! Sai firme,mas quando cheguei na nossa base, sai de Perto da equipe e chorei muito!!! Mas estava Feliz, porque a minha missão estava cumprida! Queria agradecer primeiramente á Deus! Queria agradecer minha Família amigos e colegas! Por cada dia me apoiarem nessa caminhada! Obrigado a todos!!! E você que não é voluntário "ainda"... a porta está aberta!!!"
André Rosenstengel
"Sou formado em Técnico em Segurança do trabalho, sempre senti a falta de uma qualificação a mais. Quando fiz meu curso falei vou apenas realizar o curso, essa coisa de voluntariado no resgate não me serve, dai resolvi entregar a documentação e virar voluntario, foi ai que me enganei muito, depois que me tornei voluntario virou tipo um vicio por querer sempre ajudar o próximo não importa se vai ser com o joelho no asfalto ou numa ação social como o natal ou simplesmente segurando a mão de uma vitima para dar segurança à mesma: O importante e sempre ajudar o próximo de alguma maneira. 
Essa questão de ajudar o próximo sempre foi uma coisa minha e que me foi ensinado desde criança mas na SOS Trauma com certeza me realizei como pessoa e como profissional. Sou um profissional melhor graças à SOS Trauma."
Mande seu depoimento pra gente também!